EnglishPortuguese

Quem Somos

Do pioneirismo do Downwind Group em investimentos no Agronegócio aos Fundos SOTTOVENTO FIAGRO I, II, III e IV

O primeiro fundo de investimento do Downwind Group concentrou investimentos proprietários numa companhia agrícola composta por 9.000 hectares para plantio, cultivo e produção de cana-de-açúcar, além de uma Usina de etanol com capacidade de moagem de 1,5 milhão de toneladas/ano safra, a Goiás Bioenergia.

Em dezembro de 2021 o Fundo alienou 100% de sua participação societária na companhia agrícola e na Goiás Bioenergia.

Naquele momento, a estratégia criada pelo Downwind Group, com o apoio da Barbero Advogados como legal advisor, comprovou que o AGRONEGÓCIO merecia mais! E marcou história com um fundo embrionário que hoje é conhecido como FIAGRO!

Em 2022, o Downwind Group lançou simultaneamente dois fundos, o FIAGRO II (FIP) voltado à aquisição de participações e investimentos em Usinas de Bioenergia – Etanol de cana-de-açúcar e milho combinados com geração de Energia Limpa – eólica e fotovoltaica, e o SOTTOVENTO FIAGRO III (FIDC) destinado à antecipação de fluxos financeiros oriundos da compra e venda de commodities.

Em 2023 lança projeto INOVADOR e ÚNICO, com atuação exclusiva em pesca oceânica, nomeado como SEAS BRASIL.

 

MARCIO BARBERO
Empresário, Investidor, Administrador de Empresas, Advogado, legal mentoring, fundador do Downwind Group participa intensamente da definição de estratégias de investimentos.

CASO DE SUCESSO

O Projeto compreendeu estruturação de uma Companhia Agrícola e a reativação/revitalização
de uma Usina de Etanol.

Da Companhia Agrícola:

Com as negociações iniciadas no último trimestre de 2018, iniciamos a operação de uma nova companhia agrícola em 2019, para cultivo e produção de cana-de-açúcar, com capacidade produtiva de mais de 300 mil toneladas e TCH (Toneladas de Colmos por Hectare) médio de 93,81.

Trata-se de uma área agrícola estrategicamente posicionada no sul de Goiás e próxima a um porto seco e ampla rede e usinas e indústrias para o fornecimento de cana-de-açúcar.

A Companhia Agrícola contou com alta eficiência operacional e sistema de rotação de culturas. 

No período, houve a renovação de canavial, com plantio de mais de 1.000 hectares em 2020-2021. Iniciamos a implementação de sistema de irrigação próprio, para mais de 40% da área, com projeção de cobertura de 100% da área em 5 anos.

Implementamos um alto nível de governança, com auditoria realizada por grandes companhias. Com esforço e determinação, obtivemos um resultado operacional de 37,5% na safra 2019-2020.

Da Usina de Etanol:

O projeto Goiás Bioenergia tinha por objetivo a reativação de um Parque Industrial estabelecido em 2008 e que não operava desde 2016. A Usina atua na produção de etanol anidro e hidratado, com capacidade de moagem de 1,5 milhão de toneladas ano safra.

Como um empreendimento de bioenergia, trata-se de uma indústria estrategicamente posicionada no sul de Goiás e próxima a um porto seco e ampla rede de distribuição. 

O projeto contava com a expansão e produção através de uma unidade de etanol a base de milho, e, posteriormente, uma fábrica de açúcar.

O projeto contava ainda com a operacionalização de uma comercializadora de etanol para aproveitamento da sazonalidade do segmento. Na época, era vedada às usinas de etanol a venda e comercialização de produtos diretamente aos postos de combustíveis e outros consumidores.

A Goiás Bioenergia foi o desenvolvimento de uma companhia agrícola de alta performance e a revitalização de uma indústria de etanol.

INVESTIMENTO

Fundo investe R$265 milhões em usina de cana-de-açúcar em Goiás.

Valor Econômico

Sottovento Fiagro

O Fundo de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (FIAGRO) é uma junção dos recursos de vários investidores para a aplicação em ativos de investimentos do Agronegócio, sejam eles de natureza imobiliária rural ou de atividades relacionadas à produção do setor.

Os FIAGROs, a depender da categoria, podem ser constituídos para aplicação de recursos em

Os FIAGROs, a depender da categoria, podem ser constituídos para aplicação de recursos em

Categorias de FIAGRO

Segundo resolução nº 39 de 13 de Julho de 2021, regulamentado pela Comissão de Valores Imobiliários (CVM).

Direitos Creditórios
(FIAGRO-FIDC)

Fundo de investimento em direitos creditórios voltados para a agroindústria, constituído nos termos da instrução CVM 356.

Participações
(FIAGRO-FIP)

Fundos de investimento em participações, constituídos nos termos da instrução CVM 578.

Imobiliários
(FIAGRO-FII)

Fundos com ativos imobiliários, constituídos nos termos da instrução CVM 472.

FIAGRO FIDC

Financiamento do Agronegócio principalmente através de CPRs e penhor de safra com originação proprietária.

Obtenção de retornos atrativos por meio da construção de um portfólio diversificado com exposição nas principais regiões do agronegócio brasileiro, ao longo da cadeia produtiva dos principais produtos agrícolas brasileiros.

Principais Pontos da Cadeia
Principais Produtos

Áreas de
atuação

FIAGRO FIP

Investimento direto ou aquisição integral de ativos no segmento de Bionergia.

Ativos alvo

Ativos com capacidade de:

Áreas de atuação

Comitê de investimentos

Marcio Barbero

Rogério Saltes

Waldir Fares Filho

Gabriel Hercos da Cunha

Lead
Investor

Fundada em 1994, o Grupo Downwind investe nos mais diversos segmentos, agronegócios, bioenergia, startup, tecnologia, entre outros.

Passando de orientada para orientadora do mercado, com uma equipe multidisciplinar analisamos oportunidades e estruturação de investimentos em Participações Societárias, compra, alienação, BTS, Distressed e Turnaround.

OPERAÇÕES TURNAROUNDS Processo de investimento realizado pelo Downwind Group pode requerer a realização de operações de Turnaround Management, que consistem numa completa reorganização empresarial.
DISTRESSED INVESTING: Aqui o Downwind Group tem sua maior expertise. Esses investimentos são realizados em empresas que possuem um negócio rentável e consolidado, mas tem seus ativos depreciados em razão de situações de crises contingentes ou definitivas, mas que, uma vez reestruturada, pode voltar a ser rentável ou vendida.

M & A- MERGERS AND ACQUISITIONS Downwind Group atua na alavancagem financeira inicial de fusões e aquisições (M&A) facilitando durante todo o processo as conexões dos Assessores com prospects.

FIP – FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPAÇÕES Operamos com fundo próprio – DOWNWIND FUNDO DE INVESTIMENTO EM PARTICIPACOES MULTIESTRATEGIA – Fundos de Investimento em Participações  (FIP), com investimento em empresas com elevado potencial de crescimento, por meio de participações relevantes da empresa, coadministração e gestão, objetivando agregar valor e expertise ao negócio.

Parceiros

A Sottovento utiliza cookies para melhorar sua experiência no site e para coleta de dados. Ao navegar no site você concorda com nossa Política de Privacidade.